Página 3 de 15

LA BÊTE (O BICHO), de Wagner Schwartz, arrebata enquanto sofisticado exercício de alteridade

Precisamos pensar, com mais atenção, sobre a “atualidade” de um trabalho artístico. Não ser feito hoje, mas como o hoje com o qual o observamos permite alguma transformação…

O corpo-desbunde dançado, acintoso e abrasileirado no solo O CONFETE DA ÍNDIA, de André Masseno (RJ)

(Foto: Nilmar Lage/Edição Joubert Arrais) O comportamento dos índios antropófagos causou rebuliço nos Modernistas do início do século 19, que o retrataram na Semana de Arte Moderna de…

A “crítica desdentada” em MORDEDORES, de Marcela Levi e Lucía Russo. Ou por uma violência que transforme

Foto: Renato Mangolin/divulgação. Edição: Joubert Arrais. Em um trabalho de dança contemporânea, se logo, de início, identificamos a questão artística que move os(as) criadores(as), o desafio é como…

BATUCADA, de Marcelo Evelin (PI), é dança de corpos-guerrilha em performance catártica

Foto: Divulgação. Certos espetáculos da chamada dança contemporânea brasileira, tensionados pela linguagem da performance, como Batucada, de Marcelo Evelin e Demolition Inc., emancipam o público quando o convoca…

VAGABUNDOS, de Andréia Pires (CE), dança e performa o incomunicável da vida na experiência da multidão

(Foto: Allan Taissuke) Em nosso tempo, a experiência da multidão nos mostra um mundo globalizado em esgotamento e saturação. Pelos noticiários ou/e in loco, presenciamos corpos que se agrupam…

O Sambarroxé que Eu Danço não foi tanto nem tampouco o que dancei em Itacaré, na Bahia …

Foto: Andreza Mona. Edição: Joubert Arrais O Sambarroxé que Eu Danço não foi tanto nem tampouco o Sambarroxé que eu dancei em Itacaré, na Bahia, em abril deste…

(sobre Fole, título = ?): escrita a partir da apresentação de Michelle Moura no Múltipla Dança 2014, em Florianópolis/SC

Fotos: Cristiano Prim (Escrita de Anderson do Carmo, construída com a oficina/laboratório Escrita Crítica com a Dança, ministrada por Joubert Arrais, a partir da apresentação do solo Fole,…

Eus-outros que nos biografam: uma conversa com “Sem o que você não pode viver?”, de Ivana Menna Barreto (RJ)

fotos: Estela Albani Quando um solo de dança contemporânea traz uma pergunta como título, eis que nos mostra algo que move a criação, pois denuncia a vontade do/a…

7º Múltipla Dança movimentará Florianópolis entre 20 e 25 de maio

Estreias, espetáculos, oficinas, palestra, diálogos, mostra de vídeos, lançamentos de livros, homenagem, um dispositivo de interlocução e festa. Entre discussões, aulas práticas e apresentações, o 7º Múltipla Dança…